Como criar o rótulo de um vinho diferenciado?

Como criar o rótulo de um vinho diferenciado? Conheça os 5 passos essenciais.

Certamente já se viu deparado com a necessidade de comprar uma garrafa de vinho pelo menos uma vez na vida. Para casa ou para levar a um jantar com amigos, no mercado há muitas opções, vários rótulos de vinhos e diferentes garrafas chamam a nossa atenção e mesmo tendo um preço em mente há sempre muito por onde escolher.
O que guiou o seu olhar? Para além de decidir se opta por uma produção nacional ou um vinho importado, branco ou tinto, e naturalmente o preço, é impossível negar que o rótulo do vinho tem também um peso determinante na escolha da garrafa, especialmente se for para oferecer.

Se é produtor de vinho, vai querer que a sua garrafa se destaque na prateleira, no meio da concorrência. É por isso que há vários fatores a ter em conta na hora de criar um rótulo de vinho. Desde logo o tipo de público a que se destina, quais as cores primordiais, a tipografia, o estilo e, muito importante, em que materiais e com que acabamentos esse rótulo será impresso.

Vejamos, então, juntos 5 passos essenciais a ter em conta na criação de um rótulo de vinho:



  1. O formato

Este deverá ser o primeiro passo para iniciar o processo de criação do rótulo. Visualize o formato da garrafa onde vai aplicar o rótulo e idealize um layout retangular, quadrado, oval ou até mesmo um específico para si. Certifique-se de que seleciona o formato e medidas corretas para a sua garrafa, seja ela Bordalesa, Borgonha, Reno, Champagne ou outra, pois este aspeto irá influenciar todos os outros passos da criação.

  1. O design

Abstrato ou minimal, inspirado em tradições antigas ou voltado para o futuro, o design de um rótulo deve expressar claramente a identidade do vinho e audiência a que se destina. A escolha das cores e o tipo de letra são essenciais e determinantes, assim como a conjugação de tons para uma correta leitura.

  1. As imagens

Traços da natureza ou do mundo animal fazem parte do imaginário dos rótulos. Se se enquadra numa região geográfica ou tem algum elemento identificativo da origem do seu vinho, use-o como um elemento-chave no grande processo criativo.
Mais uma vez, entenda qual é o segmento que o seu vinho pretende atingir e, acima de tudo, quais são as suas origens. Deixe que o rótulo conte a história por detrás do processo.

  1. A escolha dos materiais

Esta é uma das decisões mais importantes em todo o processo de criação de um rótulo. A escolha do papel, por exemplo, é determinante no sucesso ou fracasso de um vinho. Além do aspeto, se tem ou não textura, a funcionalidade é muito importante, nomeadamente qual o adesivo que vai ser utilizado, por exemplo, se vai estar no frio/ frapé ou não.

  1. Os acabamentos

É do senso comum que na altura de eleger um vinho o aspeto do rótulo surge no topo dos critérios de seleção. São os acabamentos que lhe dão um toque distintivo e graças à evolução do mercado, hoje há um grande número de possibilidades: verniz, alto ou baixo-relevo, serigrafia, estampado a frio ou a quente, entre outros e o difícil mesmo é escolher.

A Etiprint é especialista na impressão de rótulos para a indústria do vinho, mas também dispõe de uma equipa de design capaz de entregar um projeto chave-na-mão: desde o desenho do rótulo, escolha de materiais e aconselhamento dos acabamentos, até à sua produção. Se é produtor e procura uma equipa capaz de o acompanhar em todas as fases do processo de desenvolvimento, contacte-nos para uma consulta personalizada.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


Comentário


Nome

Email

Url